Os serviços prestados gratuitamente pelo PsicoClin correspondem à responsabilidade social do CISEPES e seus parceiros. O PsicoClin e demais Centros que compõem o CISEPES atuam com educação continuada e com serviços prestados gratuitamente à comunidade. As ações promovidas dependerão das demandas dos parceiros, da sociedade civil organizada, e das especialidades técnicas e profissionais disponibilizadas pelo CISEPES.

Atualmente, conta com os projetos de responsabilidade social de suporte psicológico.

Suporte Psicológico a Estudantes

O Centro de Referência em Processos Clínicos em Psicologia, PsicoClin no contexto da Pandemia do Covid-19, traz como proposta um projeto de responsabilidade social para os estudantes da comunidade santa-mariense, que vem a ser impactados pelos efeitos da doença do Covid-19 e o distanciamento social. O Centro PsicoClin é um espaço focado em promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas frente as demandas psicológicas que produzem diferentes níveis de sofrimento e impactam nas relações pessoais, nas atividades sociais, profissionais e outras atividades consideradas importantes pelo indivíduo. O devido projeto justifica-se pelas alterações na rotina de vida que o do distanciamento social provoca, podendo implicar em alterações no estado emocional e comportamental de crianças e adolescentes. Dessa forma,  objetivo deste projeto consiste em prestar suporte psicológico gratuito aos estudantes com intuito de promover saúde e de atender emergências, especialmente neste período de pandemia do Covid-19.

O Suporte Psicológico é uma modalidade de intervenção que acolherá o indivíduo no momento de urgência com o objetivo de auxiliá-lo na travessia das dificuldades psicológicas decorrentes desse período de isolamento. Visa promover o desenvolvimento de mecanismos de enfrentamento positivo do indivíduo.

Esta ação está amparada na proposta de Primeiros Cuidados Psicológicos (PCS), que consiste em ações de apoio psíquico e social às pessoas afetadas diretamente ou indiretamente (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE [OMS];2015) pela Pandemia do Covid-19. Os Primeiros Cuidados Psicológicos (PCP), traduzido de “Psychological First Aid (PFA)” são desenvolvidos como uma forma de intervenção psicossocial precoce e englobam um conjunto de princípios e diretrizes orientadas para a promoção da estabilização emocional em indivíduos afetados por incidentes críticos (BEJA et al.; 2018). A intervenção psicossocial em situações de crise, emergência ou catástrofe é considerada como fundamental para prevenir transtornos relacionados a trauma (CARVALHO; MATOS, 2016). Em 2009, o grupo de desenvolvimento das diretrizes do Programa de Ação Global para Superação das Lacunas em Saúde Mental da OMS (mhGAP), avaliou evidências presentes nos PCP e a partir disso, passou a orientar a oferta dos PCP a pessoas em estresse agudo logo após vivenciarem uma situação traumática (OMS; 2015).

Dentre os protocolos para suporte psicológico, adotou-se o protocolo RAPID-PFA, desenvolvido pela escola de Saúde Johns Hopkins, que é avaliado como um dos modelos mais relevantes de PCP e demonstra que pode reduzir significativamente a ansiedade em pessoas que passaram por situações traumáticas (EVERLY; KENNEDY, 2019). Esse modelo, segundo Beja et al., (2018) tem como objetivos fundamentais: (1) ampliar a capacidade de compreensão de uma situação problemática e ouvir ativamente; (2) avaliar e priorizar as necessidades básicas das pessoas; (3) reconhecer reações comportamentais e psicológicas benignas em circunstâncias de crise; (4) reconhecer reações comportamentais e psicológicas severas, potencialmente desestabilizadoras e incapacitantes; (5) mitigar o estresse agudo com recurso a determinados tipos de intervenções; (6) reconhecer quando é necessário o atendimento em serviço de saúde mental suplementar; (7) reduzir potenciais riscos adversos advindos da intervenção e (8) promover a auto-preservação.

Os atendimentos estão previstos para acontecer na modalidade presencial e on-line. Em ambas modalidades, serão aceitas pessoas com idade a partir de 13 anos. Os encontros nessa modalidade presencial estão previstos para acontecer nas dependências do Centro PsicoClin. Para manifestar interesse pelo suporte psicológico, o interessado ou seu responsável (no caso de menores de 18 anos) deverá agendar o atendimento no site do Centro PsicoClin (https://fismapsicoclin.com.br/ ), na página: “suporte psicológico”, concordar com as condições e objetivos do serviço via formulário eletrônico.

Como resultados, espera-se promover o bem-estar mental e a diminuição do adoecimento psíquico entre estudantes. Também, os atendimentos deverão evitar a intensificação do sintoma e por consequência amenizar os efeitos nocivos a dinâmica da vida cotidiana. Em suma, este projeto deverá prestar efetiva contribuição para a qualidade de vida dos estudantes, e por consequência para a manutenção das condições emocionais, afetivas e cognitivas mínimas necessárias para atender as demandas da vida escolar ou acadêmica.

 

Referências

BEJA, M. J. et al. (2018). Primeiros Socorros Psicológicos:Intervenção psicológica na catástrofe. Psychologica, v.61, n.01, p. 125-142. DOI: https://doi.org/10.14195/1647-8606_61-1_7CARVALHO.

CARVALHO, M. A. D.; MATOS, M. M. G. Intervenções psicossociais em crise, emergência e catástrofe. Rev. Brasileira de terapias cognitivas, vol.12, n.2, São Paulo, pp. 116-125.2016. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1808-56872016000200008&lng=pt&nrm=iso

EVERLY, G.S.; KENNEDY, C.M. Content Validation of the Johns Hopkins Psychological First Aid (RAPID-PFA) Expanded Curriculum. Crisis, Stress and Human Resilience: And International Journal. v.1, n.1, Ellicott City, p.6-14, 2019.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE [OMS]. Primeiros Cuidados Psicológicos:Guia para Trabalhadores de Campo. Brasília: DF, OPAS, 2015. Disponível em:https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&view=download&category_slug=prevencao-e-cont-doencas-e-desenv-sustentavel-071&alias=1517-primeiros-cuidados-psicologicos-um-guia-para-trabalhadores-campo-7&Itemid=965. Acesso em: 20 mar.2020.